Você sabe como ser neurocientista? Saiba aqui!

como ser neurocientista

Saber como ser neurocientista é uma dúvida comum que os interessados em seguir nesse ramo possuem. Trata-se de uma área repleta de mistérios e curiosidades, o que desperta o interesse de muitas pessoas.

A neurociência é a ciência que estuda como o sistema central funciona. Caso tenha interesse em descobrir como ser neurocientista, saiba que essa é uma especialização de pós-graduação. Portanto, graduandos em biologia, medicina e afins podem segui-la. 

como ser neurocientista

Quer saber como ser neurocientista? Saiba o que é preciso para obter essa formação no VAI DE BOLSA.

Como ser neurocientista?

A resposta de como ser neurocientista é justamente essa: seguir uma graduação ou se especializar na área em uma pós. 

E, antes de mais nada, é importante destacar que no Brasil, somente uma universidade oferece oportunidade de se graduar como neurocientista. Trata-se da UFABC, localizada na região metropolitana de Santo André, em São Paulo.

Entretanto, se você possuir diploma em uma dessas áreas: biologia, medicina, psicologia, enfermagem e outras relacionadas à saúde humana, poderá fazer uma pós-graduação na área. 

Entre as diversas linhas de estudo do neurocientista, a principal é o funcionamento do sistema central dos seres humanos.

O que é a neurociência?

Agora que você sabe um pouco sobre como ser neurocientista, descobrir com o que essa ciência trabalha é essencial. 

A neurociência é uma disciplina interdisciplinar, visando seus estudos no sistema nervoso, com o objetivo de:

  • Compreender como ele funciona;
  • Entender como esse sistema é estruturado;
  • Descobrir como é o seu desenvolvimento;
  • Analisar quais são as possíveis modificações no sistema nervoso ao longo da vida.

Por desenvolver trabalho nesta área, é importante que as pessoas interessadas em como ser neurocientista, dediquem-se fortemente em seus estudos. 

Fundamentalmente, a neurociência realiza estudos em três elementos, são eles: o cérebro, os nervos periféricos e a medula espinhal dos seres humanos. 

Como funciona a graduação na neurociência?

A graduação é ofertada em apenas uma instituição de ensino, que sinalizamos no início do artigo, onde a modalidade de ensino desse curso é a de bacharelado, mas sendo interdisciplinar. 

Sendo assim, quem deseja seguir na área de como ser profissional neurocientista, passa pelo período de estudos nessa universidade, para que depois obtenha o diploma. 

Mas para que você ingresse no curso, é necessário passar pelo curso básico de Ciência e Tecnologia pelo período de um ano. E, após esse procedimento, solicitar uma vaga no curso específico de neurociência. 

Para concluir o curso, os estudantes passam por uma carga horária de mais de 2.700 horas, ou seja, três anos de estudos. 

Como funciona a pós-graduação na neurociência?

Caso você já tenha se formado em um curso superior da área de saúde e deseja obter uma pós em neurociência, saiba que essa é uma possibilidade de especialização.

Essa especialização é oferecida por grande parte das instituições de ensino superior do Brasil. 

Sendo assim, se você é formado em uma das áreas: enfermagem, psicologia, fisioterapia, biologia, medicina ou afins, pode se contemplar com a realização desta pós-graduação. 

Ao ingressar no curso de pós de neurociência, os estudantes se especializam nos conhecimentos das áreas da neurobiologia, neurologia e neuroengenharia. 

Esses estudos são voltados para o cérebro, descobrindo quais funções do corpo humano ele pode controlar, assim como a maneira que ele se comporta no meio em que um indivíduo está inserido. 

Contudo, a duração estimada da pós graduação é de 02 anos em neurociências, que pode ser cursado nas seguintes modalidades: 

  • Presencial;
  • EAD.
como ser neurocientista

O que um neurocientista faz?

Basicamente, o neurocientista é o profissional que realiza estudos e análises para descobrir todas as manifestações que ocorrem no sistema nervoso dos seres humanos. 

Entre as principais áreas que um neurocientista trabalha, destacam-se:

  • Neurociência comportamental: Uma área voltada para a psicologia comportamental, ou seja, esse profissional realiza estudos dos fatores internos e como ele se relaciona com o comportamento visível;
  • Neuroanatomia: Realiza estudos sobre a estrutura do sistema nervoso e quais são as suas funções. Sendo assim, esse neurocientista faz divisões do cérebro.
  • Neurofisiologia: O principal objetivo da neurofisiologia é realizar estudos sobre o funcionamento do sistema nervoso;
  • Neurociência cognitiva: Realizam estudos sobre a capacidade cognitiva de determinado indivíduo, ou seja, como é o seu raciocínio, aprendizado e memória; 
  • Neuropsicologia: Essa área realiza estudos sobre o sistema nervoso e suas funções psíquicas. 

Onde um neurocientista atua?

Agora que você sabe como ser neurocientista, deve ter interesse em descobrir onde esses profissionais atuam. 

Os estudantes que seguirem na graduação ou pós-graduação dentro da área de neurociência, podem aplicar todos os conhecimentos adquiridos em laboratórios, clínicas, escolas, hospitais ou institutos que realizam pesquisas.

Em suma, existem várias oportunidades para os profissionais que se especializarem em como ser neurocientista, já que a área de saúde é ampla. Os graduandos podem ou não seguir nesse ramo de especialização. 

Também existe a oportunidade de se tornar um professor universitário. Mas para conquistar uma vaga na área, o estudante deverá ser selecionado nos concursos públicos. 

Você sabe como ser neurocientista? Saiba aqui!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo